Você está aqui
Home > Casos Clínicos > Tratamento de infecção em seio maxilar com fistula e enxerto com Bioss Colagen e instalação de implante

Tratamento de infecção em seio maxilar com fistula e enxerto com Bioss Colagen e instalação de implante

Infecção em seio maxilar com fistula

IMG-20160226-WA0023

Drenagem curetagem

IMG-20160226-WA0014

Aspiração com canola

IMG-20160226-WA0022

Persistência da fistula

IMG-20160226-WA0021

 

IMG-20160226-WA0016

Enxerto realizado através da fistula óssea

IMG-20160226-WA0020

IMG-20160226-WA0015

Pós operatório 5 meses

IMG-20160226-WA0017

Instalação dos implantes

IMG-20160226-WA0019

IMG-20160226-WA0018

Fechamento

IMG-20160226-WA0030

Após 4 meses 2 implantes de 4 milímetros Strauman tissue level

IMG-20160226-WA0024

Observar incisão palatina na reabertura para ganhar um pouco de mucosa

IMG-20160226-WA0029

Incisão mais palatina para ganhar gengiva ceratinizada

IMG-20160226-WA0025

Pós operatório

IMG-20160226-WA0028

Pós operatório

IMG-20160226-WA0027

IMG-20160226-WA0026

Cicatrização ocorrerá por segunda intenção

 

4 thoughts on “Tratamento de infecção em seio maxilar com fistula e enxerto com Bioss Colagen e instalação de implante

  1. Laércio, td bem? Você cogitou de utilizar alguma outra técnica, por exemplo, o uso de Densah burs aliada ao uso de plugs e membranas de fibrina, com o intuito de ganhar mais largura graças à osseodensificação e mais altura com o uso dos demais citados? Acabei de ver um caso postado por um colega da Turquia que achei ótimo. Eu, particularmente, ainda não comprei essas brocas, mas os resultados são surpreendentes. Tenho receio de usar implantes ultra short, pois, embora existam estudos na literatura corroborando bons resultados minha preocupação é com a longevidade dos mesmos, apesar de sabermos da importância de uma oclusão bem balanceada, etc. Parabéns pela documentação do caso. É um prazer tê-lo no FB. Forte abraço.

    1. Caro José Augusto
      Temos centenas de técnicas disponíveis .Seio já tivemos as bombinhas , vários tipos de broca e por aí vai. Eu faço estas cirurgias a quase 30 anos e não vejo porque mudar pois sempre tenho bons resultados.
      Este caso, o paciente tem quase 80 anos. Após resolver a infecção que no caso é grave, não busco resultados espetaculares nos implantes e prótese. Faço a rotina , com o mínimo de risco
      Implantes curtos na maxila posterior unidos eu uso a mais de 20 anos . Se consigo implantes curtos não vou nem para seio maxilar. O lado oposto resolvi assim sem enxerto
      Quanto à fístula, se não tiver ausência de infecção ela normalmente não fecha
      No caso não foi debelada

Deixe uma resposta para Homero Cancelar resposta

Topo